domingo, 22 de março de 2009

Duas sociedades inspiradas em Freud

A Sociedade Científica Sigmund Freud foi fundada em janeiro de 1981 por Sérgio Abuchaim e outros psicanalistas locais, formados em Buenos Aires. Desde então, ela funciona como um centro cultural e de estudos científicos sobre o comportamento, à luz da psicologia psicanalítica.

Desde essa época, Pelotas tem sido um centro importante na área da Psicanálise, a única cidade no Brasil que, não sendo capital de Estado, sedia um núcleo de estudos, de atendimento clínico e de formação de psicanalistas. Esse núcleo, iniciado em 1987, é a atual Sociedade Psicanalítica de Pelotas, do mesmo tipo e nível do núcleo porto-alegrense. Em 2004, a SPPel foi reconhecida oficialmente pela Associação Psicanalítica Internacional (IPA), fundada por Sigmund Freud em Viena há cem anos.

Tanto a pioneira Sigmund Freud como a Sociedade Psicanalítica funcionam no moderno Everest Executive Center (dir.), Princesa Isabel 280, esquina Gonçalves Chaves - respectivamente, no 3º e no 11º andar.

A Sociedade Sigmund Freud não forma psicanalistas nem dá atendimento a pacientes, mas a inspiração do patrono concentra nela psicólogos, psiquiatras e outros profissionais ao redor da Psicologia do Inconsciente, um tipo de psicologia individual que estuda a personalidade à luz das emoções mais profundas. A Sociedade Psicanalítica, por sua parte, reúne os psicanalistas locais e dá formação a novos especialistas, reconhecidos pela Associação de Psicanálise nacional e pela internacional.
Ao fundar a Psicanálise - como teoria e como terapia - e a associação mundial de centros psicanalíticos, Freud estabeleceu um método de 3 linhas principais: sessões diárias de terapia pessoal, atendimento supervisionado e seminários teóricos semanais. O mesmo estilo tripartito vinha dando certo na vida religiosa, desde o século IV, com Santo Agostinho: oração, trabalho e estudo.
Há 28 anos, a Sigmund Freud pelotense promove cursos breves, grupos de estudos independentes, um curso de pós-graduação em psicoterapia (em reconhecimento pelo CFP) e reuniões científicas e culturais às quartas-feiras - mesmo dia em que Freud costumava fazer suas reuniões de trabalho com os primeiros colegas, na Viena de 1902.
Além das reuniões sobre temas culturais (em áreas artísticas), há exposições de quadros a cada mês.
A Sociedade Psicanalítica organiza reuniões abertas há oito anos, na última quinta-feira de cada mês às 20h30min. A primeira deste ano será sobre o tema "Por que os bebês choram".
Jorge Velasco palestrou sobre Psicanálise.
No dia do Psicólogo brasileiro em 2008, o psicanalista Jorge Velasco proferiu uma palestra no auditório Sérgio Abuchaim (dir.), da "Sig" pelotense (há uma associação análoga em Porto Alegre).
A primeira reunião científica de 2009 será na quarta 25 de março às 20h, com o tema "O primeiro sexo", pelo dr. Fábio Braga.
A especialização em Psicoterapia Psicanalítica inclui seminários sobre psicanálise, supervisões individuais e grupais, e terapia pessoal - mesmo tripé indicado por Freud para os futuros psicanalistas. Este curso da Sigmund Freud, único no interior do Estado, forma especialistas em terapia analítica (os psicanalistas propriamente ditos são formados na SPPel). Dura 3 anos, com custo de R$ 480 em 36 meses, e tem o requisito final de apresentar um trabalho escrito sobre um tema de pesquisa.
Foto 2 da web. Fotos 1 e 3: F. A. Vidal.

2 comentários:

tecersentidos disse...

Que bom saber existirem duas entidades tão importantes em termos acadêmicos na área da Psicologia/ Psiquiatria em nossa cidade. Segui o link e aproveitei para conhecer melhor a proposta dessas entidades. As atividades são constantes e a seriedade dos trabalhos parece ser um dos objetivos principais das duas sociedades.
Que nós, pelotenses ou não, possamos desfrutar de tais atividades!
Tê!

Anônimo disse...

legal!!

tin