sexta-feira, 30 de julho de 2010

Passarinhos na festa aquática

Nos dias quentes que tivemos em junho, os pardais puderam fazer festa no pequeno lago da Praça Osório, mesmo lugar em que, no verão passado, havia peixes morrendo, devido à sujeira.
Após denúncias feitas pela mídia, foi retirada a água, para uma limpeza do espaço. No entanto, o lago segue sujo, com lixo na superfície e água turva. Foram trazidos alguns peixes, e os pássaros poderiam até dizer que o banho está gostoso, mas quem respira ali dentro é que sabe da pureza da água.
Nós, humanos, até gostaríamos de brincar como os passarinhos, e na infância conseguimos infringir algumas proibições. As praças excitam e evocam essas liberdades naturais, mas esta somente permite que observemos a festa dos pássaros. O lago foi concebido com sentido educativo, para aprendermos a conviver com a natureza, mas hoje só podemos invejar os pardais e ficar tomando banho de sol. O que precisamos é que nos ensinem a conviver entre humanos.
Foto de F. A. Vidal

2 comentários:

Tear de Sentidos disse...

"O que precisamos é que nos ensinem a conviver entre humanos"... Animais ensinam...! Talvez aprendamos observando a linda festa dos pardais.
Para eles, o odor da água pouco importa enquanto puderem celebrar a alegria sem se importar em ter o "nariz congestionado"!!!!

Numa cidade extremamente úmida como Pelotas, onde vivemos com o "nariz congestionado", isso se torna motivo para reclamações, muitos medicamentos, etc. Mas os pardais parecem alheios a esse ranço e mau humor humanos, e mais, pelotenses...

Bj, Francisco! Boa postagem!
Tê!

Francisco Antônio Vidal disse...

Verdade que em Pelotas temos muitos "narizes congestionados", alguns pela umidade e frio, e não poucos por motivos psicossociais (esses escrúpulos que os pardais e as crianças não têm).