domingo, 22 de fevereiro de 2015

Temporada 2015 da OSPA inicia em Pelotas

Pela primeira vez em sua história de 65 anos, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre realiza um concerto de abertura de temporada no interior do Estado. O primeiro concerto da OSPA em 2015 será no Teatro Guarani de Pelotas, domingo 8 de março, às 20h30min, com entrada franca. O público deve antecipar-se a esse horário, pois os assentos serão ocupados por ordem de chegada.

A notícia saiu na imprensa há 10 dias (v. notícia de ZH em 10 de fevereiro) e esta sexta (20-02) no sítio da Fundação OSPA, órgão da Secretaria da Cultura (SEDAC-RS). Conforme divulgado, "a escolha do local do concerto marca a meta da nova gestão da OSPA de ampliar e tornar mais constante a sua presença no interior do Estado – um pedido feito pelo secretário estadual da Cultura" (o músico Victor Hugo Alves da Silva). O maestro Evandro Matté, novo diretor artístico da Orquestra, escolheu Pelotas como a primeira cidade a ser visitada.


O concerto marca também a estreia de Evandro Matté como regente da OSPA (v. currículo), na qual ingressou há 24 anos como trompetista. Ele continuará como maestro da UNISINOS Anchieta e como diretor musical do Festival Internacional SESC de Música. O mesmo programa do dia 8 será apresentado em Porto Alegre na terça 10, com entrada paga (entre R$ 10 e 40), e inclui as seguintes obras.
  • Jean Sibelius (1865-1957): poema sinfônico Finlândia, op. 26 nº 7 (v. gravação de agosto de 2011, com orquestra e coro sinfônico de Helsinque, dirigidos por J.-P. Saraste).
  • Maurice Ravel (1875-1937): Pavana para uma Princesa Defunta, versão orquestral (ouça aqui partitura original para piano tocada pelo compositor em 1922).
  • Nikolai Rimsky-Korsakov (1844-1908): Capricho Espanhol, op. 34 (no vídeo acima, interpretação da Sinfônica Nacional Dinamarquesa, dirigida por Rafael Frühbeck de Burgos). 
Nossa maior e mais antiga orquestra nasceu porto-alegrense em 1950 e passou ao Estado em 1965. Já foi dirigida por maestros como Pablo Komlós e Isaac Karabtchevsky. Hoje sem um teatro próprio, a OSPA é uma fundação que conta com uma orquestra sinfônica, um coro sinfônico, uma escola de música e uma orquestra jovem. A agenda anual da OSPA inclui entre 50 e 60 atuações, agrupadas em séries: os concertos oficiais no Teatro São Pedro, os ciclos "OSPA pelos caminhos do Rio Grande", a Série Igrejas, e diversas outras programações (confira agenda atual da OSPA).

No vídeo abaixo, Yang Liu convida o público colombiano a presenciar um concerto realizado em 2014, há exatamente um ano, na Universidade Nacional de Bogotá. Conforme mencionado aqui no blogue (v. postagem), o destacado violinista chinês esteve em Pelotas em janeiro de 2012, no Festival SESC. Veja-o tocando o 1º movimento do Concerto para Violino de Mendelssohn, em concerto realizado em Beijing em 2009.

2 comentários:

Hugo Luiz Negrini disse...

Ouvir "Pavane Pour Une Infante Défunte" me emociona muito. Creio que assistir a sua execução através de uma orquestra sinfônica ao vivo, será emoção demais para mim.
Não sei se é sorte ou destino ter migrado para esta terra que tem me proporcionado boas oportunidades, além de belos momentos para a alma.
Hugo Negrini

Francisco Antônio Vidal disse...

Se começam a acontecer só coisas boas e as ruins diminuem, quer dizer que estamos no caminho certo.