sexta-feira, 22 de maio de 2015

Depois da chuva, as pessoas iam para o céu

Quando eu era criança, ao ouvir barulho nas alturas, entre carregadas e negras nuvens, minha mãe dizia: "Deus está arrumando a casa". Eu olhava para cima apurando o olhar, ansioso para ver alguma coisa se destacando no céu. 
Quando a tormenta passava, fixava-me nas nuvens brancas que se ofereciam à vontade de Deus. Meu pensamento nelas plasmava imagens de santos, anjos e de pessoas que, apressadas, punham escadas que se erguiam em direção às nuvens, nelas se perdendo.
Manoel Soares Magalhães
Facebook 30-1-15
Na ilustração (dir.), pintura naïve de autoria de Manoel, representando uma dessas visões do menino imaginativo que já pensava na vida e na morte, e no papel divino em relação às culpas e à dor humana. Como seria a casa de Deus? Quem estaria convidado a visitá-la?

O escritor e jornalista recorreu às artes plásticas como forma de narrar a história sentimental de Pelotas, que aos pesquisadores custa descrever. Há cerca de uma década, ele pinta, ao modo ingênuo, o lado escondido do sofrimento escravo no século XIX e o lado trágico da riqueza que deu fama à assim chamada Princesa do Sul.

Em 2015 Manoel se encontra em produção de novas pinturas, agora mostrando o universo literário simoneano, também alusivo a uma realidade social do século XIX pouco estudada pelos historiadores. Veja algumas de suas telas neste álbum de fotos, na Série Aparições, no álbum Obras à venda e em postagens deste blogue.

3 comentários:

MARGA ANDRADE disse...

As pinturas do Manoel Magalhães devolve minha infância e me faz viajar.Lindo!

Manoel Magalhães disse...

Muito grato amigo Vidal. Tua generosidade é ímpar. Deixo aqui um link de minhas obras à venda:

https://www.facebook.com/manoel.magalhaes/media_set?set=a.972918536051601.1073741830.100000003923814&type=3

aecio andrade disse...

MANOEL SOARES ARTISTA NAIF BEM PESSOAL NAS SUAS CORES .
ADORO AS TELAS DELE
GRANDE ARTISTA NAIF E TAMBEM ESCRITOR

AJUR SP DIVULGADOR DA ARTE NAIF BRASILEIRA