terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

34 Gotuzzos no Museu

O Museu de Arte Leopoldo Gotuzzo, da Universidade Federal de Pelotas, em comemoração a seus 22 anos, está expondo em três de suas salas 34 quadros de seu patrono, a maioria em PVA sobre tela, datadas entre 1915 e 1971, das 120 que o MALG possui na coleção Leopoldo Gotuzzo, entre pinturas e desenhos. O conjunto se formou, primeiro, com uma doação do autor à Escola de Belas Artes e com outra parte disposta por testamento, para formar um museu.
Leopoldo Gotuzzo nasceu em Pelotas em 1887; seu primeiro professor, Frederico Trebbi, aconselhou-lhe estudar em Roma, o que fez em 1909. Morou em Madri e Paris, radicando-se no Rio de Janeiro em 1919, onde faleceu com 96 anos de idade. Viajou pela Europa, pintando e expondo; aos 80 ainda estava em atividade.
Até 24 de março, encontram-se no piso superior do Museu: 8 quadros de flores e 4 retratos, entre os quais o autorretrato, de 1934 (acima).
Nas duas salas do piso inferior, há 14 paisagens e 7 nus, entre os quais "As Pérolas" (1925), talvez o nu mais sensual e sedutor de Gotuzzo. O título já informa indiretamente a nudez total da modelo. A jovem está coberta somente com um colar de pérolas, numa postura entre espreguiçando-se duvidosa e exibindo, muito à vontade, as partes mais sensíveis ao erotismo, como o pescoço, ventre e seios.
Não consegui uma boa foto do conjunto (dir.): o flash causa reflexo e a sua falta altera a coloração. É de notar um corte nos pés, certamente após a colocação da moldura. Resgato aqui o detalhe do torso (esq.), onde se nota bem, no aspecto formal, o talento de Gotuzzo para as cores, as texturas e a luminosidade.
Fotos: F. A. Vidal.

2 comentários:

Janaina Brum disse...

Boa dica! Vou visitar a exposição!

Anônimo disse...

Sou admirador das pinceladas notáveis do grande pintor conterrâneo, Gotuzzo.Tenho frequentado o museu que leva seu nome por várias ocasiões,e, revendo suas obras, cada vez me torno mais cativo de seu talento. Tenho o orgulho de ostentar em minha sala de visitas um quadro, "Flores Amarelas", pintado por ele no Rio, em l971. Tive o prazer de levar na casa do Ministro Russomano, a seu pedido, o quadro referido, de dimensões cerca de um metro por 80, tendo S.S. muito apreciado o trabalho de Gotuzzo, de quem possuía vários quadros, e foi seu amigo pessoal e aparentado. Rubens Amador.