sexta-feira, 19 de março de 2010

Poema-canto ao Laranjal

A poetisa porto-alegrense Beatriz Araujo foi apresentada aqui no blogue, há uns meses (veja nota), após a edição de seu primeiro livro. Admiradora de Pelotas, oferece-nos um novo escrito, inspirado na praia que é nossa maior beleza natural.

Querido Laranjal!

Querido Laranjal! Porto sempre seguro!
Relicário de amores, sonhos embevecidos.
Tão só, insone – à noite, te procuro!
A mim devolves os sentidos.

Lavas minha alma de coração impuro.
Dás calma, paz, ao meu olhar entristecido.
Querido Laranjal! Porto sempre seguro!
Relicário de amores, sonhos embevecidos.

Enleias-me em águas cheias, de prata lua!
E à minha alma, teu corpo-água se mistura.
Necessito-te como a um sonho que emolduro.
Acolhes-me! Por teu amor é que perduro!
Querido Laranjal! Porto sempre seguro!

Beatriz Araujo
19/03/2010

Foto: blogue de Liziane Vieira

11 comentários:

Anônimo disse...

lindo... é sempre bom ter um porto seguro...segurado...segurando..mas é muito bom!
Patricia Cruz

Anônimo disse...

Que lugar bonito agora ainda mais lindo com um poema à sua medida!

Parabéns,Bia, por mais este belo poema!
Um beijinho
Ana~~~

Anônimo disse...

Lindo poema! Uma verdaeira declaração de amor!
Parabéns!
Rafaela

Anônimo disse...

Obrigada! Fico feliz que tenham gostado!

Beatriz Araujo

Tinker Bell disse...

Como sempre, lindo! amei essa nova poesia, me deu até vontade de conhecer o lugar.... bjos!
Emmanuelle.

Emmanuelle disse...

Parabéns Bia! Adoro o seu trabalho!

Janaina Brum disse...

Bia, como sempre, um poema-poema!
Parabéns a ti e ao Francisco por mostrar o teu trabalho e também por todo o trabalho do blog!
Abraços, Jana

Anônimo disse...

Sim, Jana! Também fiquei muito feliz pela lembrança, e sou grata ao Francisco.
Muito obrigada, Emmanuelle e Janaína!

Beatriz Araujo

Lauro Dieckmann disse...

bela foto!
do laranjal jamais esqueço um acampamento com marcha que fiz quando servi no 9º (na época RI), abaixo de chuva o tempo todo. as barracas tinham goteiras. fiquei uma hora (com dor de barriga) dentro de um buraco esperando o 'ataque' que aconteceu lá pela meia-noite... isso foi lá por 1965.
abraços

Lauro Dieckmann disse...

reproduzi a foto no meu blog. http://lauronews.blogspot.com/2010/06/beleza-da-costa-doce.html

Anônimo disse...

Muiito niindu este teu pooema ~
serviiu muito coomo trabalho de escola !
este ano vou lá , conhecer Pelotas no passeio de escola !
Tirei a nota maxima com este poema !
Você esta de Parabéns Beatriz ...
Estou na setima série e tenho 12 anos !
Deus te abençoe !