terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Melanie Fronckowiak, de modelo a ídolo




A pelotense Melanie Nunes Fronckowiak começou há cinco anos, sendo estudante de jornalismo, uma carreira de modelo, por sugestão especialmente do amigo Gustavo Vara, e não parou de destacar-se na mídia, graças a seu desplante e talentos artísticos. Hoje com 24 anos, ela é a nossa maior celebridade, com milhares de fãs em todo o Brasil e 989 mil seguidores no Twitter (Xuxa Meneghel e Juliana Paes têm 1 milhão 200 mil, cada uma, e a presidente Dilma cerca de 1 milhão 700 mil).

O fotógrafo Gustavo Vara é o autor do clique acima, numa das vindas de Melanie à cidade natal. O Café Aquários é tradicional centro masculino, onde menos se toma café e mais se fala de política, futebol e meteorologia. Para entrar ali, uma mulher precisa de coragem e/ou paciência, e a foto mostra a boa adaptação da moça ao ambiente (note-se o pouco interesse dela no café e a atenção posta em alguma conversa).

Em 2012, Mel modelou para a VB Girls
Como modelo, Melanie participou em publicidade e em concursos de beleza (foi Miss Mundo Rio Grande do Sul 2007 e "mais belo bumbum" da marca Sloggi em novembro de 2008). Na foto à direita, uma atuação no Ceará em 2012 para a grife paulista VB Girls (v. fotos para a revista virtual VB Girls e um vídeo com bastidores da produção).

Antes da atual fama, ela teve uma pequena participação na novela de horário nobre "Viver a Vida" (2009-2010), como parte do elenco de apoio da Globo (o vídeo foi tirado do ar). Chegou a sambar no programa do Jô, convidada para falar da experiência como modelo e "miss bumbum" (v. vídeo). Na época, não havia estudado teatro e ainda se notava o sotaque gaúcho. Hoje ela puxa um erre carioca (v. último vídeo abaixo, de dois dias atrás).

Sem experiência em teatro nem canto, a ousada jovem foi selecionada em 2011, entre 600 candidatos, para protagonizar a novela juvenil Rebelde (v. descrição na Wikipédia). Trata-se de um modelo iniciado na Argentina em 2002 (Rebelde Way), que desde então já foi replicado em vários países (Brasil, México, Chile, Portugal, Índia e Itália).

Em cada país, o esquema produz dois grandes ganchos com o público: um programa de TV com cerca de 400 capítulos, com duração de dois anos, e um grupo musical estilo adolescente, cujos cantores são os mesmos protagonistas da novela. Há mais detalhes no blogue da novela Rebelde, que também tem um portfólio de notícias sobre Melanie.

Mesmo com a audiência da novela em baixa, os atores passam por uma superexposição na mídia e nas redes sociais, que continua após o programa sair do ar. Treinados para atuar na TV e para fazer shows musicais, o elenco brasileiro é idolatrado ao longo do país e agora também no México, pois esta adaptação é dublada e passada lá, por acordo com a produtora Televisa.

O fenômeno é artificialmente criado, mas também surfa na onda das necessidades adolescentes e na tendência internacional das bandas juvenis, em alta no Japão e na Coreia do Sul. Mas assim como os fenômenos de audiência dos realities, estas celebridades sabem que se trata de um trabalho e que, cedo ou tarde, eles terão que reformular suas carreiras e seguir projetos próprios, saindo da adolescência prolongada.

Roberto Justus, Melanie Fronckowiak e Leandro Lapagesse
Na Pelotas real, Melanie é a filha da psicóloga Berenice e neta da ex-vereadora Diosma Nunes, mulheres reconhecidas na cidade como profissionais do serviço social e público. O pai, André, mora em Porto Alegre.

A menina é outra pelotense que saiu para poder crescer e volta com a satisfação de uma fantasia encaminhada, a da rebeldia, uma que Pelotas não permite em seu controlado território. Mas não é qualquer um que chega a esta situação: viajar por todo o Brasil dando autógrafos, ter várias menções na Wikipédia (inclusive é a mais jovem na lista de pelotenses destacados nesse portal), e tudo isso sendo rebelde na medida certa. Cada pelotense que faz sucesso nos suscita uma reflexão sobre nossa sociedade local, sobre nossos medos, desejos e vaidades.

Ontem (3-12) ela foi uma das convidadas no programa de madrugada de Roberto Justus, para falar justamente do assédio dos fãs (no vídeo abaixo, minutos 4:40–12:45 e 41:08 até o final). Mencionou Pelotas várias vezes, mas o interesse do canal e o do apresentador se dirigiam mais a si mesmos e ao tema do dia, a idolatria.

Veja outra entrevista com Melanie no programa Hoje em Dia (1-3-11), o PDF completo da revista VB Girls e outras fotos dela no sítio Papai Chegou. Veja neste blogue mais algumas mulheres Pelotenses Destacadas.

Fotos: G. Vara (1), R. Deieno (2) e A. Chahestian (3)

Nenhum comentário: