sábado, 1 de novembro de 2014

Genealogia dos Souza Soares, portugueses no Brasil

Livro de Carmen Souza Soares Reis
Capa de Rafael Silveira Casado
A genealogista Carmen Souza Soares Reis pesquisou, durante anos, a história da sua família materna, a rama pelotense dos Souza Soares, com apoio nos recursos da Genealogia e à base de fotografias, testemunhos e documentos familiares. O resultado desse trabalho aparece ao público na 42ª Feira do Livro de Pelotas, com o título "Souza Soares: a Saga de uma Família Portuguesa no Brasil". A sessão de autógrafos é neste sábado (1-11), das 18h em diante.

A venda dentro do Brasil é feita pela Livraria Mundial de três formas: em seu estande na Feira do Livro, na loja da Quinze de Novembro 564 (fone 53-3222 2699) e pela internet (R$ 95).

A autora 

Carmen Reis é psicóloga formada na PUC-RJ, com pós-graduação nos EUA. De pais pelotenses, nasceu em Porto Alegre em janeiro de 1940, criou-se no Rio de Janeiro, e atualmente reside em West Palm Beach, Estado da Florida. Depois de aposentar-se como professora universitária, dedicou-se totalmente à Genealogia, especializando-se em famílias portuguesas. Seu primeiro livro é esta grande pesquisa sobre os Souza Soares, que agora apresenta em Pelotas. A obra tem edição limitada e foi autoeditada por Carmen, ao modo de uma missão de vida, que toda a comunidade agradece.

Carmen Souza Soares Reis
A pesquisadora encontra-se em Pelotas por alguns dias, até 4 de novembro, para fazer o único lançamento desta obra, de grande interesse para os pelotenses e para as centenas de descendentes espalhados pelo Brasil, Estados Unidos e Europa. Alguns desses parentes já estão em Pelotas para encontrar-se com a pesquisadora e comprar exemplares.

Um desses familiares é o genealogista português Francisco Manuel de Souza Soares da Gama. Ele nasceu em 1962 em Bonfim, Porto. Ao mesmo tempo, vai realizar um antigo sonho: conhecer a cidade natal do seu falecido avô, o Dr José Alvares de Souza Soares, conhecido médico pediatra da cidade do Porto, que foi o filho mais moço do primeiro casamento do Visconde de Souza Soares. Também viajou desde Portugal José Antônio Andrade de Souza Soares, primo de Carmen, nascido em 1943 em Ataíde, Amarante.

José Álvares de Souza Soares (1846-1911),
o Visconde de Souza Soares (título português)
Para a aquisição do livro no exterior, os primos e amigos residentes fora do Brasil receberam um comunicado e, mediante o sítio virtual de Carmen, encomendaram o livro em outubro, antes da impressão, que foi terminada, há poucos dias, pela Gráfica Pallotti, de Porto Alegre. Por estes dias, estão recebendo seus exemplares pelo Correio. Novas compras poderão ser feitas por contato com a autora ou com a Livraria Mundial.

Este primeiro livro de Carmen resgata a história da sua família materna, os Souza Soares. O próximo livro, “A Casa da Rua Quinze: memórias de uma família pelotense”, conta a história da sua família paterna, originária de Portugal, com raízes nos Açores e na Colônia do Sacramento (Uruguai). Seus ancestrais foram os primeiros moradores do rincão que deu origem à cidade de Pelotas.

A obra

“Souza Soares: a saga de uma família portuguesa no Brasil" conta a história de um grupo de irmãos portugueses que foram separados pelo destino e conseguiram reunir-se no Brasil, como imigrantes. José, um dos irmãos, transferiu-se de Pernambuco para o Rio Grande do Sul, montou uma indústria de produtos farmacêuticos na cidade de Pelotas, o Laboratório Souza Soares, e tornou-se rico e famoso. Outra de suas criações foi o Parque Souza Soares, a primeira área de lazer aberta à população pelotense. Seu gênio empreendedor valeu-lhe o título de Visconde de Souza Soares, concedido pelo rei de Portugal.

Parque Souza Soares (Pelotas, 1900)
Ao longo das 640 páginas do livro, Carmen analisa, por um lado, 7 gerações de descendentes ao longo de dois séculos, desde 1795 até os dias atuais, listando centenas de pessoas,  e, por outro lado, mais 26 gerações de ascendentes, desde 1795 até 11 séculos antes.

Na Primeira Parte do livro, a autora conta a história dos irmãos Souza Soares que emigraram para o Brasil no século XIX e das famílias que formaram. Na Segunda Parte, apresenta a genealogia das famílias de que os Souza Soares descendem, e das famílias que se uniram a eles por casamento: Magalhães Queirós, Teixeira Leite, Monterroio, Brochado e Silva Ramos.

Carmen e Rafael N. Casado,
autor da capa do livro
A publicação tem o apoio cultural do Instituto Histórico e Geográfico de Pelotas e da Junta da Freguesia de Vairão, o governo municipal da cidade de origem da família Souza Soares em Portugal.

A capa é de autoria do designer gráfico Rafael Nodari Silveira Casado, primo de Carmen pelo lado paterno. Os dois se reuniram em Porto Alegre, semana passada (dir.). Ele mora em Concórdia (SC) e fez este trabalho graciosamente.

Como parte das pesquisas sobre os parentes Souza Soares que nasceram e viveram em Pelotas, Carmen Reis cita um texto de Mario Osorio Magalhães sobre dona Gilda Litran de Souza Soares, publicado neste blogue em 2011. Na época, o historiador que se dedicou a estudar as origens de Pelotas dedicou generosamente essa colaboração especial ao nosso blogue. Confira o post Gilda de Souza Soares, citado pela autora no rodapé 292 (página 193).
Imagens: Carmen Reis (1-2), Geni (3), Flickr (4), R. Casado (5)

Um comentário:

Familia vende tudo - SUL disse...

Bom dia! Gostaria de agradecer pela matéria e pelo apoio. Pelotas é uma cidade linda, cheia de historias que ainda pretendo desvendar. Atualmente moro em Concórdia divisa com o Rio Grande do Sul. Abraço a todos, Rafael Nodari Casado.