quarta-feira, 9 de março de 2011

Onde expor artes plásticas em Pelotas

Em Pelotas, entre os lugares disponíveis para exposições de arte, podemos distinguir de 70 a 90 opções individualizadas, agrupáveis em pelo menos três grandes tipos:
  1. os espaços exclusivamente dispostos para a exposição de artes plásticas,
  2. os compartilhados com outra função (sendo usados de modo alternado ou simultâneo) e
  3. os locais que sofrem intervenção, sem ser adequados para exposições de arte.
Fora desses grupos, há espaços pertencentes a museus e memoriais — não abertos a aluguel ou empréstimo — e lugares nunca utilizados, que eventualmente poderiam ser visitados ou sofrer intervenção artística.

1 Espaços de uso exclusivo para arte
- Galerias do Museu de Arte Leopoldo Gotuzzo (UFPel), 4 salas
- Centro Cultural Adail Bento Costa (SECULT), 3 salas
- Biblioteca Pública Pelotense, escada lateral (foto abaixo à direita)

2.1 Espaços multiuso (alternância com outras funções)
- Bistrô da SECULT
- Espaço Cultural Deogar Soares (Câmara Municipal)
- Giane Casaretto Galeria de Arte
- Espaço Arte & Eventos Zilah Costa, 2 salas
- Fábrica Cultural Música pela Música
- Jacques Georges Tower: mezzanino e 5 salões
- Auditório da Moda, Campus II da UCPel
- Spazio Auguri, 5 salas
- Vidraçaria Pampah
- Foyer e corredores do Teatro Guarani
- Salas e pavilhões da FENADOCE
- Instituto João Simões Lopes Neto
- Salões de clubes sociais (Diamantinos, Brilhante, Comercial, Dunas, Fica Aí)

2.2 Espaços de uso simultâneo com funções diversas

- Corredor Arte do Hospital Escola da FAU
- Galeria JM Moraes, do Espaço Ágape (esq.)
- Galeria de Arte da UCPel (corredor interno)
- Saguão do INSS
- MAB Gallery (Centro de Idiomas MAB)
- Centro Comercial Zona Norte (primeira foto superior)
- Área de Convivência do Campus I da UCPel
- Área de Convivência do Campus II da UCPel
- Saguão da Prefeitura, 2 naves laterais
- Espaço Chico Madrid (auditório da Sociedade Sigmund Freud)
- Espaço de Arte do Hospital São Francisco de Paula (corredor de entrada)
- Saguão do Centro de Integração do MERCOSUL, da UFPel

3 Espaços sob intervenção, não adequados para arte
Bar João Gilberto
Restaurante Lobão

Espaços suscetíveis de intervenção
  • Saguão e entrada (foto abaixo) da Estação Rodoviária
  • Shoppings Calçadão e Mar de Dentro
  • Salas de espera de serviços públicos e bancos
  • Quartéis militares
  • Pavilhões do Cais do Porto
  • Jardins e praças públicas
  • Auditórios e ginásios de escolas
  • Salões paroquiais e comunitários
  • Prédios abandonados
  • Antigos cinemas (Capitólio, Pelotense, Tabajara, Fragata, Garibaldi)

Fotos: F. A. Vidal (1, 2, 4) e Ágape (3)

4 comentários:

Manoel Magalhães disse...

Caro Vidal, bela radiografia dos espaços para exposição em Pelotas. Surpreendeu-me a diversidade. Abraços.

Isabel C. S. Vargas disse...

FRANCISCO
FIZESTE UM EXCELENTE GUIA.
MOSTRA A DIVERSIDADE DE LOCAIS COM POSSIBILIDADE DE ENTRETENIMENTO, LAZER, CULTURA DE FORMA GRATUITA À DISPOSIÇÃO DA POPULAÇÃO.NÃO ESQUECESTE O ESPAÇO DA SECRETARIA DE TURISMO NO MUSEU DA BARONESA, ONDE JÁ OCORREU EXPOSIÇÃO EM OUTRAS OCASIÕES?
VALE RESSALTAR QUE O LARANJAL PRAIA CLUBE REALIZA ANUALMENTE, NO VERÃO , EXPOSIÇÃO À DISPOSIÇÃO DE SÓCIOS, VERANISTAS E MORADORES DO LARANJAL.
ENTRE OS CLUBES , O CAIXEIRAL JÁ REALIZOU INÚMERAS EXPOSIÇÕES ARTÍSTICAS.
LEMBRO OS CORREDORES INTERNOS DO IF-SUL,TAMBÉM PROPORCIONANDO EXPOSIÇÕES AOS ALUNOS, PROFESSORES.
QUEM LEMBRAR DE OUTROS VALE COLABORAR PARA TORNAR A LISTA MAIS COMPLETA, CONCORDAS?
ABRAÇO

Francisco Antônio Vidal disse...

Obrigado à Isabel pela lembrança. Devem-se incluir na lista:

- Clube Caixeiral e Laranjal Praia Clube (na última opção do ponto 2.1)
- Corredor e saguão do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul), no ponto 2.2

Não incluí o espaço na Baronesa da antiga Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer (hoje "Desenvolvimento Econômico e Turismo"), por ser muito reduzido e a Prefeitura não dar importância nem publicidade. Mas pode ser pedido e utilizado por artistas.

Ainda está o Laranjal Parque Hotel (particular), não mencionado, mas também disponível.

A lista não inclui museus (não abertos a exposições alheias a seu acervo), que merecem postagem especial, pois são cerca de 20 e a população não os conhece.
Também não aparece na lista um lugar planejado para funcionar no futuro: a antiga Laneira, que será em 2011 ou 2012 um centro especial para exposições de arte, como os artistas plásticos têm desejado e reclamado (iniciativa do José Pellegrin, ligado à reitoria da UFPel).

Rosali Alves Colares disse...

Parabéns ao dono do blog pela lista.
Sou desenhista, já fiz algumas exposições em Rio Grande e na Grécia, mas queria mesmo era conseguir um lugar em Pelotas pra mostrar meu trabalho. Eu sei que o pelotense valoriza muito mais a arte do que em RG. Quem sabe agora fica mais fácil conseguir algo...